A todos os que me visitam

Quem vier por bem, será bem-vindo ao meu cantinho!

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Consulta do Desenvolvimento

No passado dia 29, lá fomos a uma consulta que foi marcada há 1 ano, a consulta do desenvolvimento pediátrico.

O João portou-se lindamente, tanto na espera, como na consulta, sempre muito bem disposto e colaborante, a médica que não o conhecia, ficou encantada com ele, achou-o um doce de menino! 


Achou-se um tanto desconcentrado e activo, perguntou se dormia bem, se quando dormia, mexia-se muito, dorme que nem uma pedra... mexe-se um bocado, mas nada que justifique medicamentos...
Mandou-nos treinar com ele, a desenhar figuras geométricas e depois com essas mesmas figuras, desenharmos uma casinha, só agora recentemente, é que ele começou a conseguir desenhar figuras, pois até há bem pouco tempo eram só riscos...
Continua com imensa dificuldade em nomear as cores, mesmo as primárias, conhece-as, agrupa-as, mas não as nomeia correctamente.
Fez-lhe várias perguntas, a que ele respondeu, mas que ela pouco percebeu...


Continua a precisar do acompanhamento da terapia da fala, agora será pedido para ter o acompanhamento do ensino especial, para a articulação, pois continua com um atraso significativo na fala.


Disse-lhe que torna-se muito difícil evoluir, quando as coisas simplesmente não funcionam o que deviam... pois desde que mudou de terapeuta da fala, passou a ter sessões acompanhado com outro menino mais velhinho, e em vez de ter uma sessão por semana, verifica-se apenas 1 ou 2 por mês, quando o meu filho precisava de ter 3 ou 4 por semana! A justificação para estas faltas, são as constantes reuniões da terapeuta e depois não consegue compensar, pelo excesso de trabalho e falta de pessoal, ninguém tem culpa, mas quem fica prejudicado é o meu filho! Até para dar dicas e aconselhamentos à educadora da escola, levou cerca de 2 meses e foi preciso eu insistir bastante, pois até os relatórios antigos da terapia da fala, desapareceram na escola!


Marcou-lhe nova consulta para 6 meses depois.


No passado dia 1, no feriado, fomos assistir ao acender das luzes da árvore de Natal do Centro Aboim, em Faro e pela 1ª vez, desde que o nosso filho está connosco, visitamos a centro de adopção, sem sabermos qual seria a reacção dele... será que ainda lembra-se de alguma coisa, provavelmente, muito vagamente...


Foi reconhecido na entrada pela psicóloga, mas só pelo pai, pois achou-o bem mais alto e agora usa óculos de correcção...


A maior parte das funcionárias reconheceram-no ao olhar bem para ele, mas ele parece cumprimentá-las apenas por serem nossas conhecidas...


A reacção dele a tudo isto, passou a ser de estranheza e depois fechou a carinha e foi-se esconder atrás do pai, agarrado à perna dele, a pedir protecção!


Dizem elas, que eles tentam esquecer essas memórias...


Assim que chegamos cá fora, voltou a ser um menino bem seguro e alegre, foi brincar com outros meninos que por lá se encontravam com os pais e assistimos ao acender das luzes... por sinal, não fazia frio nenhum, estava até bastante agradável, para a altura...
Chegou a casa estafado e cheio de sono!

















6 comentários:

  1. Realmente n é facil ter ajuda qd dela necessitamos e em tempo util. E os relatórios desapareceram na escola? Bolas, mas que falta da cuidado...

    Enfim, falemos de coisas bem melhores q é o facto de terem ido ver as luzes a acender e do teu menino ter gostado :) E eles tendem a esquecer as coisas menos boas da vida (felizmente) pois com uma mãe e um pai maravilhosos como vocês, o passado fica para trás e n interessa

    Bjs mil e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  2. Muito obrigada Maria!
    Beijinhos e bom fim de semana para vós também

    ResponderEliminar
  3. Amiguita, o teu filhote está bem acompanhado e não tarda vais ver que esse atraso na fala depressa se vai dissipar.
    Um bj grandeee
    Susana Pina

    ResponderEliminar
  4. Sim, eu sei que vai, Susana, é tudo uma questão de tempo... porque a raciocínio é normalíssimo, tem até bastante facilidade em memorizar as coisas, basta ver apenas uma vez...
    Beijinho grande para ti e outro para a Martinha

    ResponderEliminar
  5. Ana, as vezes as coisas não são tão rapídas como gostaríamos, mas com bom acompanhamento esse atraso rapidamente desaparece.

    Tenho uma amiga que também foi ver as luzes a acender... Devem ter-se encontrado :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Catarina,
    Que prazer em ler-te por cá!:)

    Quem sabe, se não foi alguma das pessoas que nos cruzamos...

    Obrigada pelo teu comentário!

    Beijinhos para vós também

    ResponderEliminar